PESQUISA DE EQUIPAMENTOS

Pesquisa personalizada

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

REVISTA OPERACIONAL


Olá amigos
Foi lançada uma nova publicação online chamada "REVISTA OPERACIONAL" que tratará de assuntos ligados a defesa e segurança publica. Os seus autores são o Rafael Sayão e o Carlos Filipe Operti. Convido aos leitores do Campo de Batalha que conheçam este ótimo trabalho no link: http://www.revistaoperacional.com.br/
Abraços

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

CESKA ZBROJOVKA CZ-805 BREN A1/ A2. Mais uma obra de arte da CZ


DESCRIÇÃO
A famosa empresa CZ da Tchecoslováquia, reconhecida como a fabricante de uma das melhores pistolas em 9 mm do mundo, a CZ-75 e da pequena submetralhadora Vz-61 Skorpion, acabou de lançar um novo fuzil de assalto para substituir os velhos Vz-58, usados no exército tcheco, uma arma que se assemelha externamente a um AK-47, mas que usa um sistema de funcionamento bem diferente, através de ação de gases e recuo curto. Este fuzil, completamente obsoleto, está em serviço a pouco mais de 50 anos, tendo entrado em serviço em 1959.
O novo fuzil CZ 805 Bren tem um desenho que lembra um pouco o FN SCAR e o HK G-36, alemão. Porém, analisando as características e recursos do novo fuzl da CZ, fica claro que ele tem mais aproximação com o SCAR que com o G-36.

Acima: O velho fuzil Vz-58 já precisa se aposentar. Este velho guerreiro deve dar lugar a um dos mais modernos fuzis de assalto do mundo, o CZ-805 Bren. 
Seu funcionamento, como no SCAR e G-36, ocorre por um sistema de aproveitamento de gases que movimentam um ferrolho rotativo. Existe uma tecla seletora de regime de fogo que dá a opção para rajada, rajada curta de dois tiros, tiro intermitente e “safe”, arma bloqueada. Com relação ao aproveitamento de gases, existe um botão acima do cano, ao final da telha, que dá duas opções de captação dos gases, o que otimiza o uso da arma em condições de sujeira ou de troca de calibres, este ultimo, um recurso que traz similaridades com seu par, o SCAR. O Bren pode ter seu calibre facilmente trocado em campo, sem necessidade de um especialista ou “armeiro”, com a simples troca do cano, do compartimento do carregador e do conjunto do pistão de gás e culatra. Atualmente, os calibres previstos são o 5,56X45 mm (padrão da arma), o 7,62X39 mm (russo) e o moderno 6,8 SPC, da Remington. Existe a possibilidade, segundo o fabricante, de no futuro, haver o kit para conversão para o potente calibre 7,62X51 mm usado nos fuzis FAL, HK-417 e AR-10. Todos os canos foram construídos já com adaptação de supressores de ruídos ou de flash.


Acima: Na foto mais alta temos um fuzil HK G-36K, o primeiro desta nova geração de fuzis que começaram a aparecer em meados dos anos 90 e abaixo. podemos ver um moderno fuzil FN SCAR MK-16. O CZ-805 tem influência de um pouco dos dois em seu projeto.
Outra característica da modularidade integrada ao projeto é a instalação de trilhos picatinny padrão MIL-STD 1913 nas laterais e abaixo da telha, assim como toda a superfície superior do fuzil, facilitando a instalação de miras ópticas, lanternas, apontadores laser e lançadores de granadas. Embora o CZ-805 Bren possa ser equipado com uma grande variedade de tipos de miras ópticas, a mira standard é dobrável e removível, montada no trilho superior. A alavanca de manejo do ferrolho pode ser montada em qualquer um dos lados da arma para beneficiar atiradores destros e canhotos, um recurso cada vez mais comum em modernos fuzis automáticos.
Acima: O fuzil CZ-805 A1 Bren, versão standard da nova arma tem detalhes estéticos e mecânicos que lembram seus concorrentes SCAR e G-36. A empunhadura, porém, tem a clássica boa ergonomia da CZ.
O carregador tem capacidade para 30 tiros, e é construído em plástico transparente para facilitar a visualização da quantidade de munição, característica, esta, que foi requisitada pelo exército tcheco. O encaixe do carregador, no entanto, é compatível com carregadores stanag (padrão M-16/AR-15), para facilitar o uso de carregadores de exércitos aliados em situações de combate.
Além do carregador, a seção do punho e encaixe do carregador, também, é de plástico de alta resistência, enquanto que a parte de cima da arma é em liga de alumínio visando a diminuição do peso total do fuzil.
Acima: Nesta foto, podemos ver um soldado Techeco com seu novo CZ-805. Notem o carregador transparente que facilita a visualização da quantidade de munição.
A CZ desenvolveu um lançador de granadas específico para uso no CZ-805 Bren, chamado CZ-805 G1 em calibre 40X46 mm, que pode ser usado fora do fuzil.
A versão carabina, pensada para ser usada por pára-quedistas, tripulantes de veículos blindados ou mesmo para uso policial, é chamada CZ-805A2 e se diferencia do fuzil “A1” exclusivamente pelo comprimento do cano, mais curto na versão A2.
Acima: A versão A2 do Bren tem o cano mais curto, sendo ideal para uso em situações de transporte dentro de blindados ou uso policial.

A coronha do Bren é revestida de borracha para permitir um maior conforto aos soldados e certamente tem influencia na diminuição da percepção do recuo da arma, uma vantagem que pode ser muito útil em fogo totalmente automático, dando maior controle no momento das rajadas. Esta coronha é, dobrável, para facilitar o transporte em lugares com pouco espaço. É interessante notar que havia uma coronha com ajustes de comprimento e de apoio para o rosto, mas esta coronha foi substituída pelo modelo atual e mais simples (e certamente mais barato). A arma, ainda, possui uma baioneta, desenhada pela própria CZ, e que é fornecida como acessório básico do fuzil.
Acima: O CZ-805 acima está equipado com o seu lançador de granadas CZ-805G1. porém, com seus trilhos picatinny, é fácil instalar outros modelos de lançadores de granadas como o M-203, norte americano.
A CZ já começou a entregar o Bren para as unidades do exército tcheco e prevê que até 2013, terão sido entregues 8000 unidades do seu novo fuzil. Além do exército do próprio país, a CZ deve oferecer seu novo fuzil a França que pretende substituir seu fuzil FAMAS em meados de 2013. A CZ tem, ainda, uma filial em território norte americano e fornece fuzis semi-automáticos no naquele rico mercado de armas civis. O CZ-805 deve estar disponível para o sortudo publico norte americano, que vive sem as pesadas restrições para aquisição de armamentos como vemos no Brasil, e mesmo assim, os índices de homicídios daquela democrática nação são absurdamente menores que os do Brasil.
Acima: Um soldado Tcheco demonstra seu novo CZ-805. Notem a manopla de manobra e as miras ópticas duplas neste exemplar.

FICHA TÉCNICA
Calibre: 5,56 X 45 mm, 7,62X39 mm, 6,8X43 mm SPC
Miras: Diversos modelos, entre comum, dobrável, a miras reflex e ópticas.
Carregador: 30 tiros.
Peso vazio: A1: 3,49 kg. A2: 3,41 kg 
Comprimento: A1: 91,5 cm (coronha estendida). A2: 78 cm (coronha estendida)
Comprimento do cano: A1: 36 cm. A2: 27,7cm.
Sistema de operação: Ferrolho rotativo com tomada de gases
Cadencia de tiro: 750 tiros/min

ABAIXO PODEMOS VER DOIS VÍDEOS COM DEMONSTRAÇÕES DO NOVO CZ-805 BREN.

Comunidades Campo de Batalha no Orkut e no Facebook. Participe!

Receba as atualizações dos 3 blogs Campo de Batalha em sua caixa de e-mail. Mande um e-mail solicitando o cadastro na lista para: campodebatalha.blogs@gmail.com